IPVA atrasado? Clique aqui e descubra o que você deve fazer

Todo início de ano os proprietários de veículo devem pagar o IPVA (Imposto sobre a Propriedade de Veículos automotores). Seu valor varia conforme o estado brasileiro e o preço do modelo do carro, de acordo com a tabela FIPE. Mas você sabe quais são os riscos de não ficar com o imposto em dia? É isso que vamos abordar no post de hoje, além de te ensinar como e onde pagar IPVA atrasado.

O que eu devo pagar?

Fique atento ao último número da placa do seu carro ou moto. É com base nele que é determinada a data limite para o pagamento do IPVA. Lembre-se de que o documento do veículo (CRLV) do ano é enviado para você pelos correios, mas somente depois de estarem quitados:

  • as três parcelas do IPVA;
  • o seguro obrigatório (DPVAT);
  • a taxa de licenciamento anual.

Você também tem a opção de pagar tudo em uma cota única, com um desconto de cerca de 5% — variando de um estado para o outro. Caso você queira aproveitar para fazer essa economia, a taxa deve ser inteiramente paga no mês de janeiro.

Quais são os riscos de ficar com o IPVA atrasado?

O primeiro dia de atraso de qualquer uma das três parcelas do IPVA custa em torno de R$15,00. Depois disso, os flutuam a cerca de 0,33% diários, mais 1% ao mês. A porcentagem exata também será diferente em cada estado.

Caso você seja pego em uma blitz policial com a documentação vencida, perderá 7 pontos na carteira, além de pagar R$293,47 de multa e as diárias do pátio, caso o veículo tenha sido apreendido. Vale lembrar que, enquanto você não regularizar a situação do seu automóvel, ele continuará no pátio, aumentando as diárias.

Outro cuidado que você deve ter é que o seu nome pode entrar para a dívida ativa da União. Entre várias restrições, você não poderá concorrer a concursos públicos nem abrir empresas.

Como pagar o IPVA após o vencimento?

Se você conseguiu juntar o dinheiro para pagar o IPVA atrasado, acesse o site do Detran ou da Secretaria da Fazenda do estado em que seu carro ou moto está licenciado e tenha em mãos o número do Registro Nacional de Veículos Automotores (Renavam) — ele está escrito no seu documento do veículo.

No site você gera uma nova Guia de Regularização de Débito (GRD), que inclui todos os valores de licenciamento do veículo: IPVA, DPVAT, Documento de Arrecadação do Detran (DAD) e taxas de vistoria. Na GRD, ainda, estão inclusas dívidas referentes àquele automóvel nos últimos 5 anos, caso existam.

O pagamento pode ser feito em uma agência bancária ou casa lotérica e muitos bancos possuem o serviço completo nos seus terminais de autoatendimento. Não se esqueça de que os juros são diários: se você emitir uma GRD hoje para pagar amanhã, ela não será aceita porque o valor será diferente.

Caso você tenha mais de um IPVA atrasado, o ideal é que você procure a Secretaria da Fazenda do estado para fazer uma negociação. Geralmente, dá para parcelar a dívida e você consegue fazer isso até mesmo pela internet.

Se este post te ajudou a fazer um melhor planejamento financeiro e a lidar com o IPVA atrasado, não se esqueça de curtir nossa página no Facebook. Até a próxima!

Comentários - Deixe o seu

Comentários

Post a comment