Confira 7 cuidados que você deve ter com o motor do seu carro

O motor é o que proporciona vida ao carro, ou seja, fornece a capacidade de andar e transportar uma pessoa para qualquer lugar. Desse modo, ele distingue uma carcaça de metal de um dos bens mais desejados na contemporaneidade.

Nesse sentido, ele pode ser facilmente comparado ao nosso coração, afinal, requer alguns cuidados para que não tenha sua vida útil encurtada, como investir em uma rotina básica de manutenção, por exemplo.

Portanto, se você quer prolongar a vida útil do seu veículo e ainda economizar dinheiro a médio e longo prazo, não deixe de conferir as 7 dicas que elencamos sobre alguns cuidados com o motor do carro! Boa leitura!


1. Atenda os limites de velocidade para não andar em baixa rotação

Quando se anda em baixa rotação, o motor é intensamente forçado, o que pode causar muitos danos a longo prazo. Por isso, procure respeitar os limites de velocidade para cada marcha. Nada de mudar bruscamente a velocidade, certo?

2. Respeite o limite de giros

Hoje, a maioria dos carros que tem conta-giros possui uma faixa vermelha que marca o limite de corte. A sua função é delimitar o momento em que o carro diminui a rotação para que o dono possa evitar danos, como a quebra de uma biela, por exemplo.

3. Mantenha o motor com óleo lubrificante

O motor é constituído de inúmeras partes — formadas por ligas metálicas  que se movem com o intuito de realizar a rotação do volante do motor. Dessa forma, sem o óleo lubrificante, essas partes acabam se desgastando, fazendo com que o carro tenha vida útil menor.

Além disso, esses desgastes acabam causando a fundição das partes devido ao seu superaquecimento.

4. Lembre-se de não abrir a tampa do reservatório de água com o carro quente

Ao abrir a tampa do reservatório nessas condições, você estará assumindo o risco de sofrer queimaduras com a água que pode espirrar do sistema.

Além disso, quando a tampa é aberta, há entrada de ar, que dificulta a circulação da água e culmina em superaquecimento, já que não há como resfriar o motor.

5. Troque os filtros de ar, óleo e combustível

Quando há desgaste dos filtros, a peça perde a sua capacidade primitiva: filtrar! Dessa forma, as impurezas passam a atingir o motor e seu funcionamento fica comprometido.

Quando se trata do filtro de ar, por exemplo, qualquer impureza pode causar danos às paredes do cilindro, causando a perda de compressão que acaba emendando em outros danos.

6. Fique atento à correia dentada

A correia dentada — também denominada como correia sincronizadora — é responsável por realizar a sincronização e a ligação entre o vibraquim do motor e o eixo-comando de válvulas. Além disso, ela faz com que os pistões e as válvulas funcionem no tempo adequado dentro dos cilindros.

Essa peça possui alta durabilidade e mesmo quando está prestes a romper, não altera o desempenho do veículo. Por isso, exige atenção redobrada do proprietário do automóvel e, naturalmente, manutenção preventiva.

7. Procure um especialista regularmente

Quando se trata do motor de um carro, é importante trabalhar na prevenção de possíveis problemas. Lembra da analogia com o corpo humano que fizemos no início do texto? Então, assim como não negligenciamos o nosso coração, não podemos descuidar do coração que te leva para inúmeros lugares.

Dessa forma, mesmo que tudo pareça bem, não deixe de fazer um check-up com um profissional qualificado. Certo? Lembre-se que o que vai garantir que o motor do seu carro continue funcionando de forma saudável são os cuidados diários aliados a um mecânico capacitado.

Nosso post te ajudou a elaborar uma rotina básica de cuidados com o motor do carro? Então compartilhe-o nas redes sociais e mostre para seus amigos como conservar melhor seu automóvel!

Comentários - Deixe o seu

Comentários

Post a comment