Como usar o freio de mão corretamente?

Popularmente conhecido como “freio de mão”, o freio de estacionamento é um item essencial para a segurança de qualquer veículo automotor.

Porém, apesar de importante, essa ferramenta é, muitas vezes, esquecida pelos motoristas. Mas como qualquer peça, ela também requer cuidados e revisões periódicas. Afinal, se estiver desregulada, o risco de acidentes aumenta significativamente.

Neste post, te ensinamos a usar o freio de mão da forma correta e damos dicas de como medidas simples podem evitar o desgaste prematuro de seus componentes!

Entenda seu funcionamento

A alavanca do lado direito do motorista é a forma mais utilizada para o acionamento do freio de estacionamento. Entretanto, esse dispositivo também pode ser encontrado sob a forma de um pedal (estilo bem comum em picapes e utilitários) ou, em carros modernos com sistema elétrico, também como um botão no painel central.

Em todos os casos, sua função principal é a impedir que o veículo se movimente quando estacionado. Para isso, ao ser acionado, o freio puxa um cabo de aço que pressiona as lonas do freio traseiro, travando as rodas completamente.

Conheça os riscos do mau uso

Imagine, por exemplo, se ao estacionar o veículo num morro, ele começa a descer sem controle. Um perigo e tanto, não é mesmo? Por isso, problemas no freio de mão significam grandes riscos à segurança de motoristas e pedestres.

Nesse sentido, as falhas mais comuns em relação a esse dispositivo se referem ao seu afrouxamento ou estrangulamento.

No primeiro caso, o cabo de aço vai perdendo sua capacidade de ser tensionado e, consequentemente, isso produz uma diminuição da capacidade de frenagem. Essa falha pode ser percebida quando puxamos o freio de mão e, ainda assim, o carro se movimenta.

Já no segundo caso, há uma pressão excessiva no cabo, o que pode impedir a ativação do mecanismo de segurança. É possível perceber esse problema quando temos muito dificuldade em puxar a alavanca para cima ou para abaixo.

Fique atento aos sinais do veículo

Segundo especialistas, o próprio condutor pode perceber falhas no ajuste do freio de mão.

O ideal é que, no momento de puxar a alavanca se escute, no máximo, três ou quatro cliques. Se você necessita de mais cliques para travar as rodas, é sinal de que o freio está desregulado. Do mesmo modo, se tiver dificuldades para puxá-lo, isso também é indicativo de que ele necessita manutenção.

Caso perceba esse diagnóstico, leve seu veículo imediatamente ao mecânico de sua confiança.

Saiba as atitudes que aumentam a vida útil

A maneira como o motorista faz uso do freio de estacionamento influencia em sua durabilidade. Por isso, o manuseio do equipamento deve ser feito de forma suave.

Não puxe a alavanca com toda a força, já que o excesso de pressão pode afrouxar o cabo mais rapidamente. E fique atento com o botão de acionamento. Ele só deve ser apertado na hora de destravar a alavanca.

Além disso, faça a manutenção preventiva a cada 15 mil quilômetros. Essas atitudes farão seu equipamento funcionar com segurança e por muito mais tempo!

E aí, aprendeu como usar o freio de mão corretamente? Tem alguma dica? Deixe seu comentário!

Comentários - Deixe o seu

Comentários

Comment(1)

  1. Reply
    patrocínio mágico says

    Nossa gostei muito, esse site aqui manda muito bem.

    a equipe esta de parabens, recomendo.
    vou compartilhar no facebook.

Post a comment