5 cuidados com a moto que você não deve negligenciar e ponto!

Motociclista consciente sabe o quanto é importante os cuidados com a moto. A paixão sobre duas rodas envolve, sobretudo, a pilotagem segura — o que garante tranquilidade nos trajetos. Por isso, fazer as chamadas “manutenções preventivas” é essencial para manter sua motocicleta livre de problemas mecânicos e evitar, dessa forma, situações de risco.

Acredite, sua paixão por motos aumentará se, além de proporcionar a conhecida sensação de liberdade, ela também lhe garantir total segurança nessa aventura que é pilotar.

Tendo em vista que uma manutenção precária pode comprometer o funcionamento e, principalmente, a segurança no trânsito, confira os itens de sua moto que devem ser checados com frequência. Acompanhe!

1. Verifique o sistema de freios

Os freios são elementos de segurança essenciais quando falamos em pilotagem de motos e, por isso, precisam estar sempre em perfeito estado de funcionamento. O motociclista deve testar regularmente esse item e se notar qualquer anormalidade ou desgaste nas pastilhas ou nas lonas, ele deve buscar urgentemente um mecânico de confiança.

Uma dica de preservação desses componentes é por meio de uma condução cautelosa, parando a moto de forma suave e gradual, evitando freadas agressivas e bruscas, desgastando os itens desse sistema.

Conferir o nível de fluido e repô-lo no tempo e quilometragem recomendados pelo fabricante é outro fator importante a ser lembrado na hora da manutenção.

2. Fique atento ao estado e pressão dos pneus

Saber sobre as condições gerais e pressão dos pneus é essencial para a segurança do motociclista. Uma das verificações é em relação à profundidade do piso dos dois pneus — devem estar de acordo com o mínimo exigido por lei, que é de 1,5 mm. Abaixo dessa marca, comprovam desgaste.

Conferir a pressão é outra medida a ser tomada antes de cada saída com a motocicleta. Isso pode ser feito por um manômetro, que pode ser adquirido por preços variados — outra opção seria parar no posto mais próximo e fazer a aferição e calibragem, se necessário.

Pneus murchos, além de consumirem mais combustível, furam com maior facilidade e, dependendo do buraco que a moto tiver, pode haver comprometimento das rodas e da carcaça do veículo.

3. Não descuide do motor

Para um motor com uma vida útil longa e sem problemas, alguns cuidados com a moto merecem total atenção. Um deles é a troca de óleo, que deve ser feita junto com o filtro, no tempo e quilometragem indicados pelo fabricante — que geralmente varia de 1500 a 3000 km.

Outro cuidado seria em relação a ruídos estranhos no motor durante a pilotagem que, se forem percebidos, devem ser averiguados com urgência.

4. Faça uma análise da parte elétrica

Alguns problemas e falhas relacionados à parte elétrica da moto podem colocar em risco a sua segurança no trânsito ou na estrada, como farol ou lâmpadas de sinalização fracos e falhas na hora de dar a partida. Preste atenção a esses sinais e, se constatá-los, não hesite em levar seu veículo a um eletricista de confiança.

5. Fique atento à bateria

Apesar de vermos cada vez mais motos com baterias seladas, as quais não devemos nos preocupar, ainda existem motocicletas com baterias mais antigas. Com essas devemos checar com frequência o nível de água e preenchê-lo se, no caso, ele estiver abaixo do recomendado.

Para que a bateria de sua motocicleta tenha uma vida útil maior, recomenda-se que o nível seja verificado com regularidade. Outra dica, para quem não roda muito com a moto, é ligá-la pelo menos uma vez por semana e deixá-la algum tempo funcionando para carregar a bateria.

E você, gostou desse artigo sobre cuidados com a moto? Gostaria de ter acesso a outros textos relacionados ao mundo das duas rodas? Siga-nos, então, nas nossas redes sociais e tenha acesso a nossas atualizações. Estamos no Facebook, Instagram e Google Plus.

Comentários - Deixe o seu

Comentários

Post a comment